Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Buscar  
Nasce Um Rei!

Publicada em 05/12/17 as 14:04h - 4 visualizações
Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo

Rádio Gospel Da Covilhã


 (Foto: Rádio Gospel Da Covilhã)

 

Em Lucas 1.26-33 o evangelista relata: "No sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado, da parte de Deus, para uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com certo homem da casa de Davi, cujo nome era José; a virgem chamava-se Maria. E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo. Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que significaria esta saudação. Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai; ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim".

Cada um dos escritores dos quatro evangelhos colocou uma ênfase especial em seu livro, mesmo que todos eles proclamassem a mesma mensagem:

Mateus fala de Cristo, o Rei.

Marcos mostra Cristo, o Servo.

Lucas apresenta Cristo, o Homem.

João anuncia Cristo em Sua divindade.

Por isso, é tão interessante que justamente Lucas, o evangelista, que fala especialmente sobre Cristo, o Homem, se estenda sobre o nascimento do Rei: "ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim" (Lc 1.33).

O Evangelho do Rei, que é Mateus, menciona claramente que os magos do Oriente procuravam um rei: "Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, em dias do rei Herodes, eis que vieram uns magos do Oriente a Jerusalém. E perguntavam: Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo" (Mt 2.1-2).

Porém a menção direta, mais literal, ao Rei cujo reinado jamais teria fim não é encontrada em Mateus, mas justamente em Lucas, tão preocupado em mostrar Jesus como Homem.

Há mais uma passagem em um dos quatro evangelhos onde nosso Senhor é chamado de Rei. Está no Evangelho de João. No contexto da entrada triunfal de nosso Senhor em Jerusalém no Domingo de Ramos, João cita Zacarias 9.9: "Não temas, filha de Sião, eis que o teu Rei aí vem, montado em um filho de jumenta"(Jo 12.15). Essa é, sem dúvida, uma clara indicação da honra real que cabe a Jesus Cristo.

Pensamos no Rei ou num bebê indefeso?

Quando você celebra o Natal e rememora o bebê na manjedoura, em quem você pensa? Certamente no Salvador, no Redentor, no Libertador. Aliás, a mensagem dos anjos aos pastores foi: "é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lc 2.11). Então, é correto nos alegrarmos pela vinda de nosso Salvador, nosso Redentor, nosso Libertador e pela vinda de nosso Rei quando festejamos o Natal! Quando Ele veio como criança ao mundo em Belém naquela época, nascia um Rei! - um Rei acerca de quem está escrito: "ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim" (Lc 1.33). Muitas vezes é justamente esse aspecto que se perde no meio de todas as festividades natalinas. Não está errado lembrar do bebê na manjedoura, não é errado adorar o Salvador, mas essa criancinha é Rei, e como Rei Ele merece ser honrado e adorado!

No anúncio dos anjos aos pastores não faltou a reivindicação de que o recém-nascido era Rei. Pelo contrário! Os anjos falaram com todas as letras: "é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lc 2.11). Além da afirmação "nasceu, na cidade de Davi, ...o Senhor", que já alude claramente a domínio e reinado, a palavra "Cristo" igualmente indica honra de rei. O nome Cristo significa "Ungido". Em Israel, os sacerdotes e reis eram empossados em seus cargos através de uma cerimônia solene de unção com azeite. Por isso, especialmente no início do tempo dos reis de Israel, a expressão "o ungido" era título de rei. O Senhor Jesus carrega esse título e tem direito a essa designação de cargo, o que significa que Ele é Rei e que veio ao mundo como Rei!

Mateus e o Rei

Mesmo quando lemos a história do Natal em Mateus, o Evangelho do Rei, nossos pensamentos facilmente se desviam da realidade de que Ele é soberano. Tomamos conhecimento de que os magos procuravam um rei. Mas esquecemos rapidamente a reivindicação do próprio Jesus de ser rei. Apressamo-nos a ir à estrebaria de Belém para admirar o Salvador. Mas os magos procuravam um Rei! Honraram um Rei! Eles "entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra" (Mt 2.11). Os pastores procuravam um bebê, seu Salvador, seu Libertador, e os magos procuravam uma criança que era rei - e ambos são parte integrante da história do Natal!

A mensagem de Lucas deveria nos tocar de uma forma totalmente nova e muito profunda. Repetindo: "ele reinará para sempre sobre a casa de Jacó, e o seu reinado não terá fim" (Lc 1.33). De fato, Ele veio para nós. Ele veio para nós como Salvador. Ele veio para nós como nosso grande Rei! 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Hora Certa
No Ar
MUSICA GOSPEL INTERNACIONAL com Musica Gospel Internacional



+351 967 810 951

Peça sua Música

  • Natalia Fernandes dos Santos
    Cidade: serra
    Música: pai nosso
  • CHAT ONLINE

    Digite seu NOME:


    Box De Donativos

     Se Desejar Abençoar Este Ministério Com o seu contributo clique na nossa box de Donativos

                                                                          

                            5
    Estatísticas
    Visitas: 7547 Usuários Online: 35


    Enquete
    Deseja Ajudar a Rádio Gospel Da Covilhã?

     sim orando
     sim contribuindo mensalmente
     sim contribuindo uma vez
     não desejo contribuir

    Nossos Blogs
    Previsão do Tempo
    Noticias Atualisadas


    Parceiros

    Copyright (c) 2017 - Rádio Gospel Da Covilhã - Todos os direitos reservados